RIO DE JANEIRO Se alguém sabe, me conte quando é que começou essa moda do Dia dos Namorados. Há pouco tempo, passou o Dia da Aeromoça. Há aqui uma discriminação. Pois se há aeromoço, por que não dizer Dia dos Aeromoços? No plural. De resto, essa palavra aeromoço está caindo em desuso. A tendência é dizer comissário de bordo. Em Portugal, diz-se hospedeira do ar. Influência do francês: hôtesse de l'air. O americano é mais prático: steward. Comum de dois.

É o tipo da palavra, aeromoço, que poderá um dia figurar num dicionário com a data de sua criação. O neologismo foi bem recebido. Acho que foi o poeta Paulo Bonfim quem sugeriu o Dia da Aeromoça. Manuel Bandeira logo aderiu e escreveu um "Discurso em louvor da aeromoça", no qual apelou para o Vinicius: "Tu, que celebraste com tanto amor as arquivistas, vem agora celebrar comigo a aeromoça".

Quando havia trem entre o Rio e São Paulo, tentaram pespegar nas moças do restaurante o nome de ferromoça. Horrível. Felizmente não pegou. Em 1889, coisa antiga paca, o dr. Castro Lopes publicou Neologismos indispensáveis e barbarismos dispensáveis. Inventou cardápio para menu e convescote para pic-nic. Para pince-nez, propôs nasóculos. Ancenúbio para nuance. Para reclame, preconício. E para ouverture, protofonia. Houve muita gozação.

Mas voltando ao Dia dos Namorados. Cai no dia 12 presumo que seja porque é véspera de Santo Antônio, que é hoje. Santo Antônio é o santo casamenteiro. O amigo das moças apaixonadas, ou que querem arranjar um príncipe encantado. Franciscano, é também amigo dos pobres. Daí o pão de Santo Antônio, que é de graça, mas é um dia só. Precursor da merenda escolar. Ou da cesta básica.

Santo Antônio realiza proezas em matéria de achar coisas perdidas. É capaz de achar uma agulha no palheiro. Mas agora procurei um livrinho de Thales de Azevedo, sobre o namoro à antiga, e não achei. Santo Antônio deve estar muito ocupado. E depois pra que mexer com essas velharias? Vivam os neologismos! Por aí é que o namoro do PSDB com o Collor acaba pegando. Aconselho a prender o santo numa gaveta. E de cabeça pra baixo.

otto-lara-resende
x
- +
Array
(
    [@header] => Array
        (
            [content_id] => 6788
            [slug] => pega-ou-nao-pega
            [image] => 
            [baseDate] => 1991-06-13
            [type_id] => CreativeWork
            [dateCreation] => 2018-07-12 13:48:43
            [creator] => 1
            [prop_name] => Pega ou não pega
            [prop_description] => 
            [prop_text] => 

RIO DE JANEIRO Se alguém sabe, me conte quando é que começou essa moda do Dia dos Namorados. Há pouco tempo, passou o Dia da Aeromoça. Há aqui uma discriminação. Pois se há aeromoço, por que não dizer Dia dos Aeromoços? No plural. De resto, essa palavra aeromoço está caindo em desuso. A tendência é dizer comissário de bordo. Em Portugal, diz-se hospedeira do ar. Influência do francês: hôtesse de l'air. O americano é mais prático: steward. Comum de dois.

É o tipo da palavra, aeromoço, que poderá um dia figurar num dicionário com a data de sua criação. O neologismo foi bem recebido. Acho que foi o poeta Paulo Bonfim quem sugeriu o Dia da Aeromoça. Manuel Bandeira logo aderiu e escreveu um "Discurso em louvor da aeromoça", no qual apelou para o Vinicius: "Tu, que celebraste com tanto amor as arquivistas, vem agora celebrar comigo a aeromoça".

Quando havia trem entre o Rio e São Paulo, tentaram pespegar nas moças do restaurante o nome de ferromoça. Horrível. Felizmente não pegou. Em 1889, coisa antiga paca, o dr. Castro Lopes publicou Neologismos indispensáveis e barbarismos dispensáveis. Inventou cardápio para menu e convescote para pic-nic. Para pince-nez, propôs nasóculos. Ancenúbio para nuance. Para reclame, preconício. E para ouverture, protofonia. Houve muita gozação.

Mas voltando ao Dia dos Namorados. Cai no dia 12 presumo que seja porque é véspera de Santo Antônio, que é hoje. Santo Antônio é o santo casamenteiro. O amigo das moças apaixonadas, ou que querem arranjar um príncipe encantado. Franciscano, é também amigo dos pobres. Daí o pão de Santo Antônio, que é de graça, mas é um dia só. Precursor da merenda escolar. Ou da cesta básica.

Santo Antônio realiza proezas em matéria de achar coisas perdidas. É capaz de achar uma agulha no palheiro. Mas agora procurei um livrinho de Thales de Azevedo, sobre o namoro à antiga, e não achei. Santo Antônio deve estar muito ocupado. E depois pra que mexer com essas velharias? Vivam os neologismos! Por aí é que o namoro do PSDB com o Collor acaba pegando. Aconselho a prender o santo numa gaveta. E de cabeça pra baixo.

[prop_publishingPrinciples] => [prop_sameAs] => [relations] => Array ( [ImageObject] => Array ( [contents] => 1 [relations] => 1 ) [Organization] => Array ( [contents] => 1 [relations] => 1 ) [Periodical] => Array ( [contents] => 1 [relations] => 1 ) [Person] => Array ( [contents] => 1 [relations] => 1 ) [Place] => Array ( [contents] => 1 [relations] => 1 ) [Thing] => Array ( [contents] => 1 [relations] => 1 ) ) ) [dateBegin] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 53645 [content_id] => 6788 [type_id] => CreativeWork [language_id] => pt [property_id] => dateBegin [label] => 1991-06-13 ) ) [datePublished] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 53644 [content_id] => 6788 [type_id] => CreativeWork [language_id] => pt [property_id] => datePublished [label] => 13 jun. 1991 ) ) [name] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 53643 [content_id] => 6788 [type_id] => CreativeWork [language_id] => pt [property_id] => name [label] => Pega ou não pega ) ) [text] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 53651 [content_id] => 6788 [type_id] => CreativeWork [language_id] => pt [property_id] => text [label] =>

RIO DE JANEIRO Se alguém sabe, me conte quando é que começou essa moda do Dia dos Namorados. Há pouco tempo, passou o Dia da Aeromoça. Há aqui uma discriminação. Pois se há aeromoço, por que não dizer Dia dos Aeromoços? No plural. De resto, essa palavra aeromoço está caindo em desuso. A tendência é dizer comissário de bordo. Em Portugal, diz-se hospedeira do ar. Influência do francês: hôtesse de l'air. O americano é mais prático: steward. Comum de dois.

É o tipo da palavra, aeromoço, que poderá um dia figurar num dicionário com a data de sua criação. O neologismo foi bem recebido. Acho que foi o poeta Paulo Bonfim quem sugeriu o Dia da Aeromoça. Manuel Bandeira logo aderiu e escreveu um "Discurso em louvor da aeromoça", no qual apelou para o Vinicius: "Tu, que celebraste com tanto amor as arquivistas, vem agora celebrar comigo a aeromoça".

Quando havia trem entre o Rio e São Paulo, tentaram pespegar nas moças do restaurante o nome de ferromoça. Horrível. Felizmente não pegou. Em 1889, coisa antiga paca, o dr. Castro Lopes publicou Neologismos indispensáveis e barbarismos dispensáveis. Inventou cardápio para menu e convescote para pic-nic. Para pince-nez, propôs nasóculos. Ancenúbio para nuance. Para reclame, preconício. E para ouverture, protofonia. Houve muita gozação.

Mas voltando ao Dia dos Namorados. Cai no dia 12 presumo que seja porque é véspera de Santo Antônio, que é hoje. Santo Antônio é o santo casamenteiro. O amigo das moças apaixonadas, ou que querem arranjar um príncipe encantado. Franciscano, é também amigo dos pobres. Daí o pão de Santo Antônio, que é de graça, mas é um dia só. Precursor da merenda escolar. Ou da cesta básica.

Santo Antônio realiza proezas em matéria de achar coisas perdidas. É capaz de achar uma agulha no palheiro. Mas agora procurei um livrinho de Thales de Azevedo, sobre o namoro à antiga, e não achei. Santo Antônio deve estar muito ocupado. E depois pra que mexer com essas velharias? Vivam os neologismos! Por aí é que o namoro do PSDB com o Collor acaba pegando. Aconselho a prender o santo numa gaveta. E de cabeça pra baixo.

) ) [identifier] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 53642 [content_id] => 6788 [type_id] => CreativeWork [language_id] => pt [property_id] => identifier [label] => 035216 ) ) [textSearch] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 53652 [content_id] => 6788 [type_id] => CreativeWork [language_id] => pt [property_id] => textSearch [label] => Se alguém sabe, me conte quando é que começou essa moda do Dia dos Namorados. Há pouco tempo, passou o Dia da Aeromoça. Há aqui uma discriminação. Pois se há aeromoço, por que não dizer Dia dos Aeromoços? No plural. De resto, essa palavra aeromoço está caindo em desuso. A tendência é dizer comissário de bordo. Em Portugal, diz-se hospedeira do ar. Influência do francês: hôtesse de l'air. O americano é mais prático: steward. Comum de dois. É o tipo da palavra, aeromoço, que poderá um dia figurar num dicionário com a data de sua criação. O neologismo foi bem recebido. Acho que foi o poeta Paulo Bonfim quem sugeriu o Dia da Aeromoça. Manuel Bandeira logo aderiu e escreveu um "Discurso em louvor da aeromoça", no qual apelou para o Vinicius: "Tu, que celebraste com tanto amor as arquivistas, vem agora celebrar comigo a aeromoça". Quando havia trem entre o Rio e São Paulo, tentaram pespegar nas moças do restaurante o nome de ferromoça. Horrível. Felizmente não pegou. Em 1889, coisa antiga paca, o dr. Castro Lopes publicou Neologismos indispensáveis e barbarismos dispensáveis. Inventou cardápio para menu e convescote para pic-nic. Para pince-nez, propôs nasóculos. Ancenúbio para nuance. Para reclame, preconício. E para ouverture, protofonia. Houve muita gozação. Mas voltando ao Dia dos Namorados. Cai no dia 12 presumo que seja porque é véspera de Santo Antônio, que é hoje. Santo Antônio é o santo casamenteiro. O amigo das moças apaixonadas, ou que querem arranjar um príncipe encantado. Franciscano, é também amigo dos pobres. Daí o pão de Santo Antônio, que é de graça, mas é um dia só. Precursor da merenda escolar. Ou da cesta básica. Santo Antônio realiza proezas em matéria de achar coisas perdidas. É capaz de achar uma agulha no palheiro. Mas agora procurei um livrinho de Thales de Azevedo, sobre o namoro à antiga, e não achei. Santo Antônio deve estar muito ocupado. E depois pra que mexer com essas velharias? Vivam os neologismos! Por aí é que o namoro do PSDB com o Collor acaba pegando. Aconselho a prender o santo numa gaveta. E de cabeça pra baixo. ) ) [dateScheduled] => Array ( [0] => Array ( [properties_id] => 80691 [content_id] => 6788 [type_id] => Date [language_id] => pt [property_id] => dateScheduled [label] => 2018-12-15 ) ) [author] => Array ( [Person] => Array ( [0] => Array ( [relation_id] => 22682 [content_id] => 5895 [property_id] => author [inpoint] => [outpoint] => [position] => [order] => [creator] => 1 [direction] => 0 [type_id] => Person [content_creator] => 1 [label] => Otto Lara Resende [name] => Otto Lara Resende [slug] => otto-lara-resende [image] => 2018-08-13/37b6218f6dbd84d15669d0c83d376d3a[800x800].jpg ) ) ) [relatedTo] => Array ( [Thing] => Array ( [0] => Array ( [relation_id] => 22683 [content_id] => 5765 [property_id] => relatedTo [inpoint] => [outpoint] => [position] => [order] => [creator] => 1 [direction] => 0 [type_id] => Thing [content_creator] => 1 [label] => Costumes [name] => Costumes [slug] => costumes [image] => ) ) [ImageObject] => Array ( [0] => Array ( [relation_id] => 22684 [content_id] => 6789 [property_id] => relatedTo [inpoint] => [outpoint] => [position] => [order] => 1 [creator] => 1 [direction] => 0 [type_id] => ImageObject [content_creator] => 1 [contentUrl] => 2018-07-12/aab5c43a2911138f0543ba8f88329a5c.jpg [width] => 2500 [height] => 2853 [label] => 035216.jpg [name] => 035216.jpg [slug] => 035216jpg [image] => 2018-07-12/3c72cb00ccd94e4479daf32e6ea8080e.jpg ) ) [Periodical] => Array ( [0] => Array ( [relation_id] => 22685 [content_id] => 5896 [property_id] => isPartOf [inpoint] => [outpoint] => [position] => [order] => [creator] => 1 [direction] => 0 [type_id] => Periodical [content_creator] => 1 [label] => Folha de S.Paulo [name] => Folha de S.Paulo [slug] => folha-de-spaulo [image] => ) ) ) [locationCreated] => Array ( [Place] => Array ( [0] => Array ( [relation_id] => 22681 [content_id] => 5894 [property_id] => locationCreated [inpoint] => [outpoint] => [position] => [order] => [creator] => 1 [direction] => 0 [type_id] => Place [content_creator] => 1 [label] => São Paulo - SP [name] => São Paulo - SP [slug] => sao-paulo-sp [image] => ) ) ) [sourceOrganization] => Array ( [Organization] => Array ( [0] => Array ( [relation_id] => 22680 [content_id] => 5809 [property_id] => sourceOrganization [inpoint] => [outpoint] => [position] => [order] => [creator] => 1 [direction] => 0 [type_id] => Organization [content_creator] => 1 [label] => Instituto Moreira Salles [name] => Instituto Moreira Salles [slug] => instituto-moreira-salles [image] => ) ) ) )